.PERROCAS

.pesquisar

 

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.ÚlTIMO NÚMERO DO PERROCAS

. Jornal "Perrocas" número ...

.PERROCAS ANTIGOS

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.tags

. perrocas número 1

. perrocas número 10

. perrocas número 100

. perrocas número 11

. perrocas número 12

. perrocas número 13

. perrocas número 14

. perrocas número 15

. perrocas número 16

. perrocas número 17

. perrocas número 18

. perrocas número 19

. perrocas número 2

. perrocas número 20

. perrocas número 21

. perrocas número 22

. perrocas número 23

. perrocas número 24

. perrocas número 25

. perrocas número 26

. perrocas número 27

. perrocas número 28

. perrocas número 29

. perrocas número 3

. perrocas número 30

. perrocas número 31

. perrocas número 32

. perrocas número 33

. perrocas número 34

. perrocas número 35

. perrocas número 36

. perrocas número 37

. perrocas número 38

. perrocas número 39

. perrocas número 4

. perrocas número 40

. perrocas número 41

. perrocas número 42

. perrocas número 43

. perrocas número 44

. perrocas número 45

. perrocas número 46

. perrocas número 47

. perrocas número 48

. perrocas número 49

. perrocas número 5

. perrocas número 50

. perrocas número 51

. perrocas número 52

. perrocas número 53

. perrocas número 54

. perrocas número 55

. perrocas número 56

. perrocas número 57

. perrocas número 58

. perrocas número 59

. perrocas número 6

. perrocas número 60

. perrocas número 61

. perrocas número 62

. perrocas número 63

. perrocas número 64

. perrocas número 65

. perrocas número 66

. perrocas número 67

. perrocas número 68

. perrocas número 69

. perrocas número 7

. perrocas número 70

. perrocas número 71

. perrocas número 72

. perrocas número 73

. perrocas número 74

. perrocas número 75

. perrocas número 76

. perrocas número 77

. perrocas número 78

. perrocas número 79

. perrocas número 8

. perrocas número 80

. perrocas número 81

. perrocas número 82

. perrocas número 83

. perrocas número 84

. perrocas número 85

. perrocas número 86

. perrocas número 87

. perrocas número 88

. perrocas número 89

. perrocas número 9

. perrocas número 90

. perrocas número 91

. perrocas número 92

. perrocas número 93

. perrocas número 94

. perrocas número 95

. perrocas número 96

. perrocas número 98

. todas as tags

.contador

Phoenix Ancient Art
Free Cell Phones
blogs SAPO

.subscrever feeds

Segunda-feira, 1 de Fevereiro de 2010

Jornal "Perrocas" número 43

perrocas nº43

Fevereiro de 2010

 

Olá amiguinhos e amiguinhas de todas as idades, cores e lugares...

 

O Carnaval está a chegar!

Não se esqueçam das máscaras, pinturas, fatos... E mais...

DIVIRTAM-SE!

 

 

 


Uma receita…

Sopa de cebola

Pede ajuda a um adulto!

Vamos experimentar uma coisa diferente!

Ingredientes:

800 gr de cebolas

80 gr de queijo Emmental

1 ou 2 fatias de pão por pessoa

azeite

1/2 cálice de cognac ou brandy

Preparação:

Descasca as cebolas e corta-as em rodelas finas. Põe o azeite a aquecer e refoga a cebola até que fique translúcida. Cobre-a com sal e tempera-a com sal. Coze durante 30 minutos com o recipiente tapado e em lume médio.
Enquanto vai cozendo, prepara os pratos de sopa. Torra o pão (1 ou 2 fatias por prato conforme se goste mais ou menos espessa) e rala o queijo.
Quando faltarem 15 minutos para completar a cozedura da cebola, acrescenta o cognac e rectifica o sal.
Coloca em cada prato as fatias de pão, um pouco de queijo ralado e acrescenta a sopa por cima. Polvilha mais queijo ralado por cima.
Antes de comer, introduz os pratos no forno a gratinar durante uns minutos, até que a camada superficial de queijo esteja dourada. Sirve muito quente
.

BOM APETITE!


 

Sabias que…

 

D. Afonso IV

D. Afonso IV de Portugal, cognominado o Bravo, sétimo rei de Portugal - nasceu em Lisboa a 8 de Fevereiro de 1291 e morreu na mesma cidade a 28 de Maio de 1357. Filho do rei Dinis de Portugal e de sua mulher, Rainha Santa Isabel.

Afonso IV sucedeu a seu pai a 7 de Janeiro de 1325. Apesar de ser o único filho legítimo de seu pai, Afonso não seria, de acordo com algumas fontes, o favorito do rei D. Dinis, que preferia a companhia de D. Afonso Sanches, um dos seus bastardos (legitimado). Esta preferência deu lugar a uma rivalidade entre os dois irmãos que, algumas vezes, deu lugar a confrontos armados. Em 1325, Afonso IV tornou-se rei e, como primeira decisão, exilou Afonso Sanches para Castela, retirando-lhe de caminho todas as terras, títulos e feudos concedidos pelo pai de ambos. O exilado não se conformou e do outro lado da fronteira orquestrou uma série de manobras políticas e militares com o fim de se tornar ele próprio rei. Depois de várias tentativas de invasão falhadas, os irmãos assinaram um tratado de paz, sob o patrocínio da Rainha Santa Isabel.

Em 1309, Afonso IV casou com a princesa Beatriz, filha do rei Sancho IV de Castela. A primogénita desta união, a princesa Maria de Portugal, casou com Afonso XI de Castela em 1328, mas o casamento revelou-se infeliz, dado que o Rei de Castela maltratava abertamente a mulher. Afonso IV não ficou contente por ver sua filha menosprezada e atacou as terras fronteiriças de Castela em retaliação. A paz chegou quatro anos mais tarde, e com a intervenção da própria Maria de Portugal, um tratado foi assinado em Sevilha em 1339. No ano seguinte, em Outubro de 1340, tropas portuguesas participaram na grande vitória da Batalha do Salado contra os mouros merínidas.

Em 1343 houve no reino grande carestia de cereais, em 1347 ocorreu um sismo que abalou Coimbra, tendo causado enormes prejuízos, e em 1348 a peste negra, vinda da Europa, assola o país. De todos os problemas foi a peste o mais grave, vitimando grande parte da população e causando grande desordem no reino. O rei reagiu prontamente, tendo promulgado legislação a reprimir a mendicidade e a ociosidade.

A última parte do reinado de Afonso IV foi marcada por intriga política e conflitos internos em grande parte devidos à presença em solo português de refugiados da guerra civil entre Pedro I de Castela e seu meio irmão Henrique da Trastâmara. Entre os exilados contavam-se vários nobres, habituados ao poder, que cedo criaram a sua própria facção dentro da Corte portuguesa.

Quando Inês de Castro se torna amante do príncipe herdeiro Pedro, os nobres castelhanos cresceram em poder e favor real. Afonso IV não ficou agradado com o favoritismo concedidos aos castelhanos e procurou de várias formas afastar Inês do filho. Sem sucesso, porque Pedro assumiu tanto a relação com a castelhana, como os filhos ilegítimos que dela teve, acrescentando em 1349 a recusa de tornar a casar com outra que não ela. Com o passar dos anos, Afonso IV perdeu o controle da situação, a facção castelhana e Inês aumentavam o seu poder, enquanto que o único filho legítimo de Pedro, o futuro rei Fernando, crescia como uma criança doente. Preocupado com a vida do único neto que reconhecia e com o acréscimo de poder estrangeiro dentro de fronteiras, Afonso IV ordena a morte de Inês de Castro em 1355. Ao contrário do que esperava, o seu filho não se aproximou de si. Perdendo a cabeça, Pedro entrou em guerra aberta contra o pai e saqueou a região do Entre-Douro-e-Minho. A reconciliação chegou apenas em 1357 e Afonso IV morreu pouco tempo depois.

Como rei, Afonso IV é lembrado como um soldado e comandante corajoso, daí o cognome de Bravo. A sua maior contribuição a nível económico e administrativo foi a importância dada à marinha portuguesa. Afonso IV subsidiou a construção de uma marinha mercante e financiou as primeiras viagens de exploração Atlântica. As Ilhas Canárias foram descobertas no seu reinado. Jaz na Sé de Lisboa.


Sabias que...

Fevereiro é o segundo mês do ano, pelo calendário gregoriano. Tem a duração de 28 dias, a não ser em anos bissextos, em que é adicionado um dia a este mês. Já existiram três dias 30 de Fevereiro na história. O nome fevereiro vem do latim februarius, inspirado em Februus, deus da morte e da purificação na mitologia etrusca. Originariamente, fevereiro possuía 29 dias e 30 como ano bissexto, mas por exigência do Imperador César Augusto, de Roma, um de seus dias passou para o mês de agosto, para que o mesmo ficasse com 31 dias, semelhante a julho, mês baptizado assim em homenagem ao Imperador Júlio César.


Canção…

Sobe sobe balão sobe

 

SOBE, SOBE BALÃO SOBE
EU VIVO A SONHAR
NÃO PENSEM MAL DE MIM
QUANTO MAIS NÃO VALE
VIVER A VIDA ASSIM!
NAS ASAS DO SONHO
É BOM ANDAR SEM NORTE
NÃO PRECISO VISTOS
NEM USO PASSAPORTE
NÃO TENHO LIMITES
PARAR NÃO É COMIGO
SE OUÇO O MEU AMOR
DIZER: EU VOU CONTIGO!
TER ESSA CERTEZA
É LUZ DE UM NOVO DIA
VAI, MEU BALÃO D'OIRO ENVOLTO EM FANTASIA
SOBE, SOBE BALÃO SOBE
VAI PEDIR ÀQUELA ESTRELA
QUE ME DEIXE LÁ VIVER...E SONHAR
LEVO O MEU AMOR COMIGO
POIS EU SEI QUE ENCONTREI
O LUGAR IDEAL PARA AMAR
SOBE, SOBE BALÃO SOBE
VAI PEDIR ÀQUELA ESTRELA
QUE ME DEIXE LÁ VIVER...E SONHAR
LEVO O MEU AMOR COMIGO
POIS EU SEI QUE ENCONTREI
O LUGAR IDEAL PARA AMAR
SOBE, SOBE BALÃO SOBE
VAI PEDIR ÀQUELA ESTRELA
QUE ME DEIXE LÁ VIVER...E SONHAR
LEVO O MEU AMOR COMIGO
POIS EU SEI QUE ENCONTREI
O LUGAR IDEAL PARA AMAR
SOBE, SOBE BALÃO SOBE
VAI PEDIR ÀQUELA ESTRELA
QUE ME DEIXE LÁ VIVER...E SONHAR
LEVO O MEU AMOR COMIGO
POIS EU SEI QUE ENCONTREI
O LUGAR IDEAL PARA AMAR
LEVO O MEU AMOR COMIGO
POIS EU SEI QUE ENCONTREI
O LUGAR IDEAL PARA AMAR
SOBE SOBE BALÃO SOBE
BALÃO SOBE

Manuela Bravo


Um provérbio…

 


Fevereiro enxuto, rói mais pão

 

 

 

do que quantos ratos há no

 

 

mundo...


 

Até Março

amigos e amigas…

 


 

 

publicado por pedrocas9@sapo.pt às 20:02

link do post | comentar | favorito
|

.SUGESTÕES DO PERROCAS