.PERROCAS

.pesquisar

 

.Janeiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.ÚlTIMO NÚMERO DO PERROCAS

. Jornal "Perrocas" número ...

.PERROCAS ANTIGOS

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.tags

. perrocas número 1

. perrocas número 10

. perrocas número 100

. perrocas número 11

. perrocas número 12

. perrocas número 13

. perrocas número 14

. perrocas número 15

. perrocas número 16

. perrocas número 17

. perrocas número 18

. perrocas número 19

. perrocas número 2

. perrocas número 20

. perrocas número 21

. perrocas número 22

. perrocas número 23

. perrocas número 24

. perrocas número 25

. perrocas número 26

. perrocas número 27

. perrocas número 28

. perrocas número 29

. perrocas número 3

. perrocas número 30

. perrocas número 31

. perrocas número 32

. perrocas número 33

. perrocas número 34

. perrocas número 35

. perrocas número 36

. perrocas número 37

. perrocas número 38

. perrocas número 39

. perrocas número 4

. perrocas número 40

. perrocas número 41

. perrocas número 42

. perrocas número 43

. perrocas número 44

. perrocas número 45

. perrocas número 46

. perrocas número 47

. perrocas número 48

. perrocas número 49

. perrocas número 5

. perrocas número 50

. perrocas número 51

. perrocas número 52

. perrocas número 53

. perrocas número 54

. perrocas número 55

. perrocas número 56

. perrocas número 57

. perrocas número 58

. perrocas número 59

. perrocas número 6

. perrocas número 60

. perrocas número 61

. perrocas número 62

. perrocas número 63

. perrocas número 64

. perrocas número 65

. perrocas número 66

. perrocas número 67

. perrocas número 68

. perrocas número 69

. perrocas número 7

. perrocas número 70

. perrocas número 71

. perrocas número 72

. perrocas número 73

. perrocas número 74

. perrocas número 75

. perrocas número 76

. perrocas número 77

. perrocas número 78

. perrocas número 79

. perrocas número 8

. perrocas número 80

. perrocas número 81

. perrocas número 82

. perrocas número 83

. perrocas número 84

. perrocas número 85

. perrocas número 86

. perrocas número 87

. perrocas número 88

. perrocas número 89

. perrocas número 9

. perrocas número 90

. perrocas número 91

. perrocas número 92

. perrocas número 93

. perrocas número 94

. perrocas número 95

. perrocas número 96

. perrocas número 98

. todas as tags

.contador

Phoenix Ancient Art
Free Cell Phones
blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 1 de Maio de 2007

Jornal "perrocas" número 10

perrocas nº10

Olá juventude...

 Mais uma edição deste nosso jornal on-line... Mais novidades e ideias...

DIVIRTAM-SE!

 


 

Uma história...

O Computador

 

O Luís tinha um computador muito moderno.

Aquele computador servia para muitas coisas.

O Luís estuda as matérias da escola no computador e faz desenhos.

Quando se porta bem a sua mãe deixa-o jogar no computador.

Ele adora jogos de corridas e de futebol.

perrocas 2004

 


 

 

Constroi...

 

MATRACAS

 

ERA UMA VEZ...

As MATRACAS são instrumentos de ritmo e acompanhamento de dança e cantares, quase sempre relacionadas com actos litúrgicos em substituição da campainha, uma vez que esta, nem sempre era permitida em determinadas cerimónias. Existem MATRACAS de diversos tamanhos, sendo os espanhóis grandes entusiastas deste instrumento. Como curiosidade, em Espanha existem MATRACAS tão grandes, que têm de ser tocadas mecanicamente.

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

Cartão, pano ou plástico forte e platex

FERRAMENTAS E ACESSÓRIOS

Tesoura e cola de contacto

EXECUÇÃO

Essencialmente as MATRACAS são duas tábuas unidas por uma dobradiça. Se utilizares vários rectângulos (30 X 4 cm) colados uns aos outros, consegues uma estrutura forte e sonora. Numa das extremidades aplicas o pano ou o plástico forte, que tem a função da dobradiça. Se quiseres aumentar a sonoridade das MATRACAS, colas na extremidade livre no interior, dois rectângulos de platex (4 X 3 cm). A cola de contacto deve ser dada nas duas superfícies a colar, esperando cerca de 10 minutos, antes de efectuares a junção das duas peças. Nunca tenhas pressa de acabares o instrumento que estás a construir. Aprende a saborear o teu trabalho.

DECORAÇÃO

Uma simples sugestão... utiliza autocolantes, para colorires as partes exteriores das MATRACAS.

COMO TOCAR

Pega nas MATRACAS pela parte média. Agora executa um movimento idêntico ao do bater palmas ao ritmo da música. Vês, já estás "mestre" como percussionista.

 

Sabias que...

No dia 1 de Maio de 1886 realizou-se uma manifestação de trabalhadores nas ruas de Chicago nos Estados Unidos da América. Essa manifestação tinha como finalidade reivindicar a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias e teve a participação de centenas de milhares de pessoas. Nesse dia teve início uma greve geral nos EUA. No dia 3 de Maio houve um pequeno levantamento que acabou com uma escaramuça com a polícia e com a morte de alguns protestantes. No dia seguinte, 4 de Maio, uma nova manifestação foi organizada como protesto pelos acontecimentos dos dias anteriores, tendo terminado com o lançamento de uma bomba por desconhecidos para o meio dos policiais que começavam a dispersar os manifestantes, matando sete agentes. A polícia abriu então fogo sobre a multidão, matando doze pessoas e ferindo dezenas. Estes acontecimentos passaram a ser conhecidos como a Revolta de Haymarket.

Três anos mais tarde, a 20 de Junho de 1889, a segunda Internacional Socialista reunida em Paris decidiu por proposta de Raymond Lavigne convocar anualmente uma manifestação com o objectivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diário. A data escolhida foi o 1º de Maio, como homenagem às lutas sindicais de Chicago. Em 1 de Maio de 1891 uma manifestação no norte de França é dispersada pela polícia resultando na morte de dez manifestantes. Esse novo drama serve para reforçar o dia como um dia de luta dos trabalhadores e meses depois a Internacional Socialista de Bruxelas proclama esse dia como dia internacional de reivindicação de condições laborais.

A 23 de Abril de 1919 o senado francês ratifica o dia de 8 horas e proclama o dia 1 de Maio desse ano dia feriado. Em 1920 a Rússia adota o 1º de Maio como feriado nacional, e este exemplo é seguido por muitos outros países.

Em Portugal passou a ser feriado desde o 25 de Abril de 1974.

 


 

 

Uma anedota...

 

A Placa

O chefe de um departamento, sentindo que seus subordinados não respeitavam a sua liderança, resolveu colocar uma placa na porta de seu escritório onde se lia:

Após ter voltado de uma reunião, viu o seguinte bilhete junto à placa:

 

"Sua esposa ligou e pede para que devolva a placa"

 

"Aqui quem manda sou eu"

 


 

Um provérbio...

 

Amor com amor se paga

 


 

 

Um desporto...

 

O andebol (em Portugal é uma modalidade desportiva criada pelo alemão Karl Schelenz, em 1919 — embora se baseasse em outros desportos praticados desde o fim do século XIX, na Europa setentrional e no Uruguai.

O desporto inicialmente era praticado na relva num campo simelhante ao do futebol com dimensões entre 90m a 110m de comprimento e entre 55m a 65m de largura, a área do golo com raio de 13m, a baliza com 7,32m de largura por 2,44m de altura (o mesmo usado no futebol).

Nos Jogos de 1936, disputou-se uma única vez o andebol de campo, com onze jogadores de cada lado. O desporto voltou a ser olímpico nos Jogos de 1972, já com as regras actuais (7x7).

 

 

Uma profissão...

 

São actos próprios dos advogados o exercício do mandato forense e a actividade de consulta jurídica. Considera-se mandato forense o mandato judicial conferido para ser exercido em qualquer tribunal, incluindo os tribunais ou comissões arbitrais e os julgados de paz. Consulta jurídica é a actividade de aconselhamento jurídico que consiste na interpretação e aplicação de normas jurídicas mediante solicitação de terceiro. No exercício do mandato forense, o advogado representa uma das partes em litígio, recolhendo e apresentando provas ao tribunal, tendo em vista a defesa dos interesses do cliente. No exercício da actividade de consulta jurídica, aconselha o seu cliente sobre os seus direitos e deveres e sugere determinadas actuações em assuntos da sua vida profissional e pessoal.

Em qualquer dos casos, o advogado interpreta o Direito e aplica-o ao caso concreto, examinando casos e processos, seleccionando a legislação aplicável, estudando e interpretando actos legislativos e regulamentares, com base nos ensinamentos colhidos na doutrina e na jurisprudência (orientação geral seguida pelos tribunais na interpretação e aplicação do Direito). Saber interpretar os textos legais revela-se uma necessidade permanente destes profissionais, pois estes textos podem comportar múltiplos sentidos – contendo, por vezes, expressões ambíguas e conceitos indeterminados – e são gerais e abstractos, uma vez que a norma jurídica não se dirige a um caso individual e concreto, mas antes a uma série indefinida de casos ou situações e à generalidade dos indivíduos.

As suas funções incluem, também, dialogar com os clientes, redigir documentos de natureza jurídica, nomeadamente petições, requerimentos e peças processuais (documento onde são expostos os argumentos das partes em litígio) e tratar de outros assuntos relacionados com a defesa dos interesses do cliente.


 

Até Junho amigos e amigas... 




publicado por pedrocas9@sapo.pt às 22:51

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De tv online a 25 de Novembro de 2010 às 00:00
Vi na televisão que a greve geral registou grande adesão, segundo os sindicatos. Já o Governo desvaloriza os números, situando a adesão nos 18%. Mais uma vez as conclusões divergem.

Comentar post

.SUGESTÕES DO PERROCAS